segunda-feira, 25 de março de 2019

Maria Alberta Menéres


Biografia de Maria Alberta Menéres

Maria Alberta Menéres nasceu em 1930, em Vila Nova de Gaia. Tem umavasta obra poética, estando representada em várias antologias literárias nacionais e estrangeiras. Foi professora dos Ensinos Básico e Secundário nas disciplinas de Língua Portuguesa e História. É autora de inúmeros programas televisivos para crianças, tendo sido diretora do Departamento de Programas Infantis e Juvenis da RTP de 1974 a 1986. Publicou mais de 69 livros para crianças (contos, poesia, BD, teatro e novela). Em 1986, recebeu o Grande Prémio Calouste Gulbenkian de Literatura para Crianças "pelo conjunto da sua obra literária e pela manutenção de um alto nível de qualidade".

Alguns dos seus livros:
Ulisses
O livro de natal
O que é que aconteceu na terra dos Procópios?
Figuras figuronas
O poeta faz-se aos 10 anos
Dez dedos dez segredos
Histórias do tempo vai tempo vem
Camões o super-herói da língua portuguesa


Maria Clara, 6ºB
______________________________

Maria Alberta Menéres

Maria Alberta Rovisco Garcia Menéres nasceu a 25 de agosto de 1930, tendo atualmente 88 anos. Foi professora, jornalista, escritora portuguesa e poeta. Maria Alberta Meneres é filha de Alberto Pinto Menéres e de Maria Hermínia de Almeida. O seu género literário compõe-se em romance, conto e literatura infantil. Licenciada em Ciências Histórico -Filosóficas pela faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Em 1952 escreveu o seu primeiro livro com o título “Intervalo”. Participou em 1960 no concurso internacional de poesia «Giacomo Leopardi».De 1965 a 1973 foi professora nos Ensinos Técnicos, Preparatório e Secundário tendo lecionado Língua Portuguesa e História. Colaborou em vários jornais e revistas literárias como o “Diário de Notícias”, “Cadernos do Meio Dia» e «Diário Popular». Em 1986 recebeu o grande prémio «Calouste Gulbenkian» de literatura para crianças e jovens pelo conjunto da sua obra literária. Dirigiu o Departamento de Programas Infantis e Juvenis da radio e televisão de Portugal, com seu marido E.M. de Melo e Castro organizou a «Antologia da Novíssima Poesia Portuguesa». Entre 1990 e 1993 dirigiu a revista «Pais».
A 8 de Junho de 2010 foi agraciada com o grau de Comendadora da Ordem do Mérito.
Algumas das suas obras foram: “ Ulisses”, “O Almoço”, “Quotidiana”, “Conversas em Versos”, “O Robot Sensível”…. 

Cristiana Peneda, Nº13, 6ºB
_____________________________

Biografia de Maria Alberta Menéres

Maria Alberta Rovisco Garcia Menéres filha de Alberto Pinto Menéres e de sua mulher Maria Hermínia de Almeida Rovisco Garcia, nasceu a 25 de agosto de 1930, tendo atualmente 88 anos.
Licenciada em Ciências Histórico-Filosóficas pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, teve um bom percurso escolar. Escreveu o primeiro livro em 1952, com o título Intervalo. Em 1960Água-Memória, valia-lhe o prémio do Concurso Internacional de Poesia Giacomo Leopardi.
De 1965 a 1973 foi professora nos Ensinos Técnicos, Preparatório e Secundário, tendo lecionado Língua Portuguesa e História. Colaborou com vários jornais e revistas literárias — "Diário de Notícias", "Távola Redonda", "Cadernos do Meio Dia" e "Diário Popular", onde coordenou a secção de iniciação à literatura.
De 1974 a 1986, dirigiu o Departamento de Programas Infantis e Juvenis da Rádio e Televisão de Portugal e, em paralelo, organizou a "Antologia da Novíssima Poesia Portuguesa", com E. M. de Melo e Castro, seu marido.
Entre 1990 e 1993 dirigiu a revista Pais. Entretanto, na Provedoria da Justiça, foi-lhe dada a responsabilidade  de Provedora de Justiça de Crianças.
A sua obra infanto-juvenil inclui poesia, contos, Banda desenhada, teatro, novelas, cómicos e a adaptação de clássicos da literatura. Em 1986 recebeu o Grande Prémio Calouste Gulbenkian de Literatura para Crianças e Jovens, pelo conjunto da sua obra literária. A 8 de Junho de 2010 foi agraciada com o grau de Comendadora da Ordem do Mérito.

Obras:

§    O almoço
§    Quotidiana, 1943
§    Intervalo, 1952
§    Cântico de Barro, 1954
§    A Palavra Imperceptível, 1955
§    Oração de Páscoa, 1958
§    Água - Memória, 1960
§    A Pegada do Yeti
Gonçalo Barros, 6ºA
_____________________________________
        Maria Alberta Menéres


Maria Alberta Rovisco Garcia Menéres filha de Alberto Pinto Menéres e de sua mulher Maria Hermínia de Almeida Rovisco Garcia, nasceu a 25 de agosto de 1930, tendo, actualmente, 89 anos.
Licenciada em Ciências Histórico-Filosóficas pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, teve um bom percurso escolar. Escreveu o primeiro livro em 1952, com o título Intervalo. Em 1960Água-Memória, valia-lhe o prémio do Concurso Internacional de Poesia Giacomo Leopardi.
De 1965 a 1973 foi professora nos Ensinos Técnicos, Preparatório e Secundário, tendo leccionado Língua Portuguesa e História. Colaborou com vários jornais e revistas literárias — "Diário de Notícias", "Távola Redonda", "Cadernos do Meio-Dia" e "Diário Popular", onde coordenou a secção de iniciação à literatura.
De 1974 a 1986, dirigiu o Departamento de Programas Infantis e Juvenis da Rádio e Televisão de Portugal e, em paralelo, organizou a "Antologia da Novíssima Poesia Portuguesa", com E.M. de Melo e Castro, seu marido.
Entre 1990 e 1993 dirigiu a revista Pais. Entretanto, na Provedoria da Justiça, foi-lhe dada a responsabilidade Provedora de Justiça de Crianças.
A sua obra infanto-juvenil inclui poesia, contos, Banda desenhada, teatro, novelas, cómicos e a adaptação de clássicos da literatura. Em 1986 recebeu o Grande Prémio Calouste Gulbenkian de Literatura para Crianças e Jovens, pelo conjunto da sua obra literária.
A 8 de Junho de 2010 foi agraciada com o grau de Comendadora da Ordem do Mérito.

Leonor Borges,6ºA
________________________________
Maria Alberta Menéres
Maria Alberta Rovisco Garcia Menéres é uma professora, jornalista, escritora e poeta. Nasceu a 25 de Agosto de 1930 e tem  88 anos.
A sua nacionalidade é portuguesa, filha de Alberto Pinto Meneres e Maria Hermínia de Almeida Garcia.  
A sua obra infanto-juvenil inclui poesia, contos, banda desenhada, teatro, novelas e adaptação de clássicos.
Em 1986 recebeu um grande prémio. A 8 de junho de 2010 foi agraciada com o grau de Comendadora da Ordem do Mérito.
Bibliografia: https://www.portoeditora.pt/autor/maria-alberta-meneres

Liliana Peneda, Nº11, 6ºB

________________________________
Maria Alberta Menéres
Maria  Alberta Menéres
Maria Alberta Menéres nasceu em 1930, em Vila Nova de Gaia. Tem uma vasta obra poética, estando representada em várias antologias literárias nacionais e estrangeiras. Foi professora dos Ensinos Básico e Secundário nas disciplinas de Língua Portuguesa e História. É autora de inúmeros programas televisivos para crianças, tendo sido Diretora do Departamento de Programas Infantis e Juvenis da RTP de 1974 a 1986. Publicou mais de 69 livros para crianças (contos, poesia, BD, teatro e novela). Em 1986, recebeu o Grande Prémio Calouste Gulbenkian de Literatura para Crianças "pelo conjunto da sua obra literária e pela manutenção de um alto nível de qualidade".
Uma das suas obras é Ulisses.
Bibliografia: https://www.wook.pt/autor/maria-alberta-meneres/129

Maria Pimenta,6ºB
__________________________

Maria Alberta Menéres
 Ulisses, Passinhos da Maria, Aventuras    da Engrácia …são algumas das suas obras.

Maria Alberta Menéres nasceu em 1930, em Vila Nova de Gaia. Tem uma vasta obra poética, estando representada em várias antologias literárias nacionais e estrangeiras. Foi professora dos Ensinos Básico e Secundário nas disciplinas de Língua Portuguesa e História. É autora de inúmeros programas televisivos para crianças, tendo sido Diretora do Departamento de Programas Infantis e    Juvenis da RTP de 1974 a 1986.

Bibliografia: https://www.portoeditora.pt/autor/maria-alberta-meneres
Marta Oliveira, 6ºA
___________________________________________________
Maria Alberta Menéres nasceu em, 1930 em Vila Nova de Gaia.
Foi professora dos ensinos básico e secundário nas disciplinas de Língua Portuguesa e Historia. É autora de inúmeros programas televisivos para crianças, tendo sido Diretora do Departamento de Programas Infantis e Juvenis da RTP de 1974 a 1986. Publicou mais de 69 livros (contos, poesias, BD, teatro e novelas). Em 1986 recebeu o grande prémio Calouste Gulbenkian de Literatura para Crianças pelo conjunto da sua obra literária e pela manutenção de um alto nível de qualidade.
Bibliografia: https://www.portoeditora.pt/autor/maria-alberta-meneres
Maria Inês Oliveira, 6ºB
_______________________________

Maria Alberta Menéres
Maria Alberta Rovisco Garcia Menéres filha de Alberto Pinto Menéres  e de sua mulher Maria Hermínia de Almeida Rovisco Garcia, nasceu a 25 de agosto de 1930, tendo atualmente 88 anos.
Licencia em Ciências Histórico-Filosóficas pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, teve um bom percurso escolar. Escreveu o primeiro livro em 1952, com o título Intervalo. Em 1960Água-Memória, valia-lhe o prémio do Concurso Internacional de Poesia Giacomo Leopardi.
De 1965 a 1973 foi professora nos Ensinos Técnicos, Preparatório e Secundário, tendo leccionado Língua Portuguesa e História. Colaborou com vários jornais e revistas literárias — "Diário de Notícias", "Távola Redonda", "Cadernos do Meio Dia" e "Diário Popular", onde coordenou a secção de iniciação à literatura.
De 1974 a 1986, dirigiu o Departamento de Programas Infantis e Juvenis da Rádio e Televisão de Portugal e, em paralelo, organizou a "Antologia da Novíssima Poesia Portuguesa", com E.M de Melo e Castro, seu marido.
Entre 1990 e 1993 dirigiu a revista Pais. Entretanto, na Provedoria da Justiça, foi-lhe dada a responsabilidade Provedora de Justiça de Crianças.
A sua obra infanto-juvenil inclui poesia, contos, Banda desenhada, teatro, novelas, cómicos e a adaptação de clássicos da literatura. Em 1986 recebeu o Grande Prémio Calouste Gulbenkian de Literatura para Crianças e Jovens, pelo conjunto da sua obra literária.

Mateus,6ºA

Semana da Leitura 2019: Poesia em Inglês

Para celebrar o dia da poesia, o Departamento de Línguas dinamizou uma atividade de leitura expressiva em língua inglesa que decorreu na Biblioteca Escolar. Foram lidos textos de autores ingleses e americanos bem como da autoria dos alunos. Nesta atividade participaram as turmas A ,B, e D  do 9º ano,  A, B, C, e D do 10º ano,  e A do 11º ano. Agradecemos a colaboração de todos os envolvidos.










sexta-feira, 22 de março de 2019

Semana da Leitura 2019: Poesia em Inglês


Semana da Leitura 2019: Celebrar Sophia


Celebrar Sophia no Centenário do nascimento é ouvir a sua voz dizer os poemas por onde passam o mundo e a vontade de o tornar real, nítido e justo como são as palavras em que o disse.


Na Biblioteca continuamos a celebrar a leitura, o livro e o leitor, promovendo atividades para festejar a leitura como ato comunicativo, diálogo entre as artes, as humanidades e as ciências, espaço de encontro, criativo e colaborativo.
Desta vez mobilizamos uma vasta comunidade educativa em torno da vida e da obra de Sophia de Mello Breyner Andresen (1919 – 2004) e da sua poesia, numa atividade que perdurará na nossa retina durante muitos anos. Grande parceria entre Alunos, professores e funcionários que contribuiu para alargarmos a rede de leitores, a promoção da leitura e da escrita como objeto de prazer e liberdade.
Se um elevado número de alunos aproveitou esta festa da Poesia para apresentar trabalhos de sua própria autoria, um grupo de alunos leu poemas de Sophia onde ficou bem vincada a sua obra, que tem na poesia o centro à volta do qual tudo roda e é uma das mais importantes da nossa cultura e da história dela.
No Centenário do seu nascimento, comemorar Sophia é comemorá-la, lembrá-la em comum. E é celebrar essa funda e desassombrada exaltação da vida, essa aguda e universal consciência do mundo de que a sua poesia dá testemunho para sempre.
Para o realizarmos, cumprindo propósitos de qualidade, rigor, abertura e dinamismo, mobilizamos uma vasta comunidade educativa que reconhece em Sophia aquilo que é: uma grande poeta e uma exemplar figura moral, cívica e cultural, que nos inspira e desperta, desafia e renova. Em suma, uma personalidade única, de uma vida intensa e de uma obra excecional, que é contemporânea do presente e continuará a sê-lo do futuro.



sexta-feira, 15 de março de 2019

CNL. Fase Intermunicipal.


Semana da Leitura 2019: "Março Mês do Livro"


João Manuel Ribeiro, poeta e conhecido escritor de literatura infanto-juvenil apresentou no dia 14 de março, o livro "Fernão Magalhães: eu não sirvo Castela, sirvo o mundo inteiro”, na biblioteca do Agrupamento de Escolas de Mondim de Basto Inserida na IV Edição do mês do livro, e na Semana da Leitura 2019. Esta atividade evoca os 500 anos da viagem de circum-navegação de Fernão Magalhães.
A sessão contou com a presença de 4 turmas do quinto e sexto ano que estiveram atentos e muito interessados na atividade.



















Semana da Leitura 2019: Dia Mundial da Poesia